Dicas SEO para mobile: como otimizar meu site para dispositivos móveis

SEO para mobile: como otimizar meu site para dispositivos móveis

Por Jaqueline Piva em 23 de julho de 2019

As práticas de SEO já não são novidade para lojistas e interessados no universo do e-commerce. Mas pouco se fala de boas práticas voltadas unicamente para os dispositivos móveis.

O SEO de uma loja ou um site é responsável pela qualidade de navegação do usuário e pela classificação e ranqueamento dele no Google. Quando foi anunciado que o navegador daria prioridade para sites que fossem otimizados para o responsivo, muitos correram para fazer mudanças em layouts, códigos e estratégias.

E desde então os esforços são voltados para descobrir a preferência dos algoritmos e assim as práticas de SEO se mantém em constantemente melhorias para que o resultado seja cada vez melhor diante a disputa para a primeira página do Google.

Assim como em todas as coisas da vida, o e-commerce também possui seus clichês e que valem sempre a pena serem ressaltados, um deles é o crescimento dos acessos em lojas virtuais, web sites, blogs via dispositivos móveis. Não é novidade, mas a realidade é que cada vez mais os desktops estão perdendo para o mobile. O que justificava ainda mais a necessidade de otimizações para ambos os meios.

SEO para mobile

As otimizações mudam de tela para tela e o comportamento do usuário também. Quem compra em um e-commerce pelo computador é diferente de quem compra pelo celular, o tempo de espera, a atenção do usuário e as objeções mudam.

E por isso para cada um há um tipo de otimização a ser feita.

O que viabiliza as ações de SEO para mobile são os números. Você sabe qual é a quantidade de usuários que trafegam pelo site por canal? Antes de qualquer coisa, é preciso ser feito uma análise do tráfego da sua loja. Existem muitas plataformas que te dão esse valor, mas a mais recomendada é o Google Anlytics.

Se você ainda não possui uma versão mobile, o Google sugere três formas de implementar uma versão responsiva de um site. São elas:

Design responsivo: veicula o mesmo código HTML no mesmo URL, independente do dispositivo que esteja (computador, dispositivo móvel e tablet), é redenrizado a exibição de maneiras diferente, ou seja, o site responde com base no tamanho da tela.

Exibição dinâmica: usa o mesmo URL, independentemente do dispositivo, mas gera uma versão diferente de HTML para tipos de dispositivos diferentes com base no que o servidor sabe sobre o navegador do usuário.

URL separados: são códigos diferentes para cada tipo de dispositivo e em URL separadas. Essa configuração tenta detectar o dispositivo do usuário e depois redirecioná-lo à página apropriada usando redirecionamentos HTTP e o cabeçalho HTTP Vary.

Para o Google, o design responsivo é o seu preferido e ele já deixou isso claro algumas vezes, mas é importante que seja estudado cada formato, pois algum outro pode fazer mais sentido para você.

Otimizações

Para ter uma boa ideia do que é necessário ser feito, comece definindo quais são seus objetivos através dos dispositivos móveis. O que os usuários conseguem realizar? Quais ações eles podem tomar? Definindo essas ações é possível traçar quais recursos você precisa disponibilizar.

Palavras-chave para mobile

É muito importante saber as palavras-chave para o SEO móvel do seu site, são através delas que as pessoas te encontram em meio outros milhões.

É necessário lembrar que você possui duas frentes para colocar na disputa, o mobile e o desktop. E você precisa otimizar as palavras-chave para o mobile também, em cada canal os resultados são diferentes para cada pesquisa.

Nos smartphones, como o teclado é menor, a tendência é que as palavras-chaves sejam mais curtas. Além disso os usuários no mobile utilizam menos as sugestões do navegador. Por isso é importante pensar nele como algo separado.

O SEMrush possui relatórios que mostram as palavras-chaves das pesquisas por mobile e é possível compara-las com as do desktop.

Conteúdo para Mobile

Construir conteúdo para desktop já é algo que possui ‘regras’ bem definidas, mas o SEO dos textos pensando na tela do computador tem características que não se enquadram totalmente na leitura nos dispositivos móveis. Chegue ao ponto mais rápido.

Um texto de mais de mil caracteres por exemplo, não possui o mesmo desempenho de leitura em todos os tamanhos de tela. Tamanho de parágrafo, tamanho da letra, links, destaques, imagens.

Evite erros comuns

Verifique seus links, o robô do Google visita link por link, e caso alguns dos seus links estejam quebrados, e o caminho que ele segue for rompido, é a sua loja que perderá pontos. Todos os links devem ser localizáveis.

Crie um sitemap para verificar o desempenho de todo o site e links, e assim ele rastreia com mais facilidade e você não precisa fazer isso manualmente. O Google só consegue encontrar conteúdos textuais, então não esqueça das palavras em toda a página.

Comente, sugira e participe: