Dicas E-commerce seguro: saiba como evitar as temidas fraudes

E-commerce seguro: saiba como evitar as temidas fraudes

Por Aline Truchetti em 29 de outubro de 2019

Assim como as lojas físicas necessitam de recursos de segurança para não sofrerem nenhum tipo de roubo, no e-commerce a situação não é diferente. É importante que o comerciante tome providências para manter sua loja segura e livre de qualquer tipo de fraude.

Dentro do universo digital, realizar compras ficou muito mais cômodo e prático. A facilidade, rapidez e confiança também são fatores predominantes na escolha dos consumidores que optam pelas compras online.

Por esta razão, uma fraude pode prejudicar e gerar muitos danos para um e-commerce, não importa se você é novo ou se já possui anos de experiência no ramo virtual, sofrer este tipo de golpe pode ser o fim da sua loja.

Que as fraudes existem é fato, por esta razão, as medidas preventivas são as melhores soluções para evitar qualquer surpresa.

Neste artigo vamos esclarecer suas dúvidas sobre o que é uma fraude, como ela acontece e quais medidas tomar para que a sua loja não seja uma vítima.

O que é fraude?

Fraude virtual são todas as atividades criminosas realizadas por meio da internet, porém existem diferentes tipos de golpes que podem ser cometidos dentro das lojas virtuais. Confira:

  1. Roubo de dados: acontece quando os dados utilizados pelo cliente para compra são roubados.
  2. Uso de dados ilegais de terceiros: este ocorre quando o comprador utiliza ilegalmente os dados de outra pessoa.
  3. Chargeback: pesquisas apontam que este é segundo golpe mais aplicado no mundo, quando nos referimos a fraudes com cartão de crédito no ambiente online. Trata-se de uma contestação de compra, onde toda a aprovação ou não do pagamento é feita diretamente com a operadora do cartão. Assim, o fraudador pode cancelar ou estornar o pagamento, ou seja, ele aguarda o momento certo para entrar em contato com a operadora, recebe o produto, mas não paga pelo mesmo.

Veja algumas informações fornecidas pela Associação Brasileira de Comércio Eletrônico e pela Konduto:

Infográfico fraude
Mesmo com a queda dos casos de fraudes cometidos entre 2017 e 2018, o número de golpes ainda é alarmante

Como manter seu e-commerce seguro?

Certificado de segurança

Muitos sites e lojas virtuais não possuem certificado de segurança, o que os torna mais propensos a sofrerem algum tipo de golpe.

O problema de não possuir um certificado de segurança é que as informações neste site não serão criptografadas, ou seja, não impede que terceiros tenham acesso às mensagens privadas, neste caso, envolvendo os dados pessoais e dos cartões de crédito do usuário.

Além do certificado de segurança ser uma garantia a mais para que o seu e-commerce esteja protegido, isso acarreta em uma credibilidade melhor diante dos consumidores, que ficam mais tranquilos ao acessarem um site em que suas informações estejam seguras.

Intermediadores de pagamento

Caso você não tenha o conhecimento necessário para fazer uma análise de fraude, um intermediador de pagamento pode ser uma ótima opção para assegurar sua loja.

Além de economizar com sistemas antifraudes que já estão vinculados com os intermediadores, eles ainda são responsáveis por aprovar ou não uma compra, assim, mesmo ocorrendo um chargeback é dever do intermediador repassar o dinheiro ao lojista e assumir o prejuízo.

Capacitação da equipe

De nada adianta tomar todas essas medidas e deixar de lado o treinamento da sua equipe. Prepara-la para que ela saiba lidar com esse tipo de situação pode garantir a saúde financeira do seu negócio.

Oriente e busque conhecimento para que seus colaboradores possam reconhecer quando um golpe está por vir. Isso pode evitar que você e seu e-commerce sofram fortes dores de cabeça.

Reconheça os passos de uma fraude

Uma boa dica é fazer um estudo do percurso do consumidor dentro do seu site. Analise o tempo de pesquisa, quais itens ele apresentou interesse, localidade entre outros.

Quanto maior o tempo de pesquisa, menores são as chances de fraude, visto que o usuário demonstrou interesse antes de efetuar a compra.

Esse tempo de pesquisa, geralmente, não está nos planos do fraudador, que não “perde tempo” navegando nas lojas, nestes casos a compra é imediata. Acompanhar todo esse processo pode fazer com que você identifique uma possível fraude.

Outro método é estimular seu cliente a criar senhas fortes. Faça com que ele use ao menos uma combinação de letras e números, isso vai ajudar a intensificar a segurança dos dados do usuário.

Gostou das nossas dicas? Agora vai ficar muito mais fácil manter sua loja segura!

Comente, sugira e participe: