Dicas Como se inspirar na Amazon para vender mais

Como se inspirar na Amazon para vender mais

Por Jaqueline Piva em 5 de setembro de 2019

Já estabelecida no Brasil desde 2012 com seu site vendendo e-books e livros, hoje a Amazon já vende mais de 20 milhões de produtos de diferentes categorias do e-commerce.

Desde o começo de 2019, ela passou a vender seus produtos e inaugurou um centro de distribuição na região metropolitana de São Paulo. Entre as categorias que entraram esse ano estão, eletrônicos, produtos de beleza, bebê, brinquedos, cuidados pessoais, moda, casa, esporte, móveis e decoração, joias e muitas outras.

Isso trouxe insegurança para os lojistas já que as novas categorias mudaram o modelo de negócio da Amazon e do formato de marketplace ela passou a varejista vendendo dentro da sua própria plataforma.

Isso permitiu que ela pudesse negociar com fornecedores e fabricantes, podendo fazer a precificação dos seus produtos e definindo estratégias de marketing digital de forma independente.

Além disso, sua capacidade de gerenciar o estoque, entrega e atendimento aos consumidores já aplicadas em outros países, estimulou novas estratégias da concorrência.

O Diferencial do sucesso da Amazon

O sucesso da Amanzon é inegável já que seu CEO foi designado o homem mais rico do mundo em 2017. E muitos lojistas se perguntam como ela conseguiu alcançar o sucesso e fidelizar tantos clientes.

Muitos profissionais de marketing, agências e pesquisadores afirmam o que a Amazon apresenta como diferencial: conhecer as pessoas pelos seus efetivos interesses e comportamentos ao redor do marketplace, do que ao redor de conteúdo, que é o que o Google e o Facebook oferecem, e que também tem valor, só que em um terreno de atitude diferente do que o do consumidor que faz a busca e a compra no mesmo ambiente da Amazon.

Dessa forma, podemos analisar o que Amazon nos proporciona: experiência única e personalizada. É isso o que os consumidores procuram e o novo comportamento dos mesmos aponta.

Ainda, dentro de um marketplace, onde pode-se preocupar menos com a entrega de experiência personalizada, a Amazon ganha pontos.

E um dos seus gatilhos é algo já praticado e que não é novidade para os lojistas: o compre junto ou a categoria ‘quem viu isso também viu isso’.

Isso advém da Inteligência Artificial que faz essa recomendação dos produtos baseados em um banco de dados em que uma série de recomendações são combinadas para alcançar esses resultados, visto que a recomendação é fonte de receita nas vendas dos produtos.

Mas como me inspirar na Amazon?

O quanto você pensa na experiência do seu cliente? O que é mais importante, o seu lucro ou a experiência dele? O foco nas duas coisas muda a forma como você enxerga o negócio.

O seu layout é voltado para fazer com que o cliente queira comprar mais produtos de forma fácil?

Tire como inspiração a atenção e o foco que a Amazon da a experiência facilitada do cliente, isso em todas as etapas da jornada de compra e páginas do seu e-commerce.

O segredo que enxergamos sem ter conhecimento profundo nem é tão segredo. Entender e oferecer ao cliente o que ele espera e precisa já se tornou clichê.

Se tem algo que você gostaria de saber e aprender mais, é só comentar aqui em baixo ou mandar pra gente. Vamos te ouvir!

Visite o nosso site e conheça um pouco mais da nossa agência https://www.netzee.com.br/

Comente, sugira e participe: