Notícias BERT: conheça o novo algoritmo de busca do Google

BERT: conheça o novo algoritmo de busca do Google

Por Aline Truchetti em 3 de dezembro de 2019

O BERT foi anunciado recentemente pelo Google. Saiba o que é e sua influência no ranqueamento de conteúdos.

Você sabia que 3,5 bilhões de pesquisas são realizadas no Google diariamente?

Este é o número divulgado pela plataforma, ainda, de acordo com Pandu Nayak, pesquisador e vice-presidente de Busca do Google, 15% dessas pesquisas são inéditas.

Ou seja, são necessárias melhorias constantes para atender toda essa demanda.

Desde o seu lançamento, em 1998, o Google vem passando por diversas atualizações, fazendo com que os resultados sejam cada vez mais precisos e eficientes.

Diante da afirmação de Nayak, é possível saber que as pessoas estão dispostas a consumirem os mais diversificados conteúdos.

O que nos leva a pensar na quantidade de informações que são lançadas intensamente na internet todos os dias.

O objetivo de todos nós, produtores de conteúdos, lojistas e afins é que o nosso material esteja, preferencialmente, na primeira página de pesquisa do Google.

Mas, esta é uma tarefa que requer esforço, estudo e muita, muita análise.

O Google nunca divulgou um passo a passo exato de como ser ranqueado nos termos de busca, porém, através de pesquisas foi possível descobrir alguns pontos de como funciona todo esse mecanismo.

Ficou curioso? Continue a leitura e fique por dentro de todas as mudanças!

Seu site na primeira página

O uso de palavras-chave ou keyword é a principal exigência para quem deseja ocupar esse espaço.

Assim, os sites que se destacam nas pesquisas são baseados na aplicação e relevância dos termos relacionados ao assunto que o usuário deseja encontrar.

Todo esse processo envolve, principalmente, uso das técnicas de SEO, que é a otimização para o mecanismo de busca orgânico.

Se você quer saber tudo sobre SEO, clique aqui!

Após toda essa explicação, vamos ao que realmente interessa, afinal, o que é BERT?

A notícia sobre a mudança do algoritmo do Google se espalhou rapidamente e está deixando os especialistas curiosos para desvendar todo esse processo.

Por enquanto, apenas as pesquisas em inglês verão mudanças no ranqueamento. O Google estima que 10% delas apresentarão grandes transformações nas respostas.

Porém, já que o inglês será o ponto de partida para as outras línguas, fique atento para saber como funciona esse algoritmo. Siga com a leitura!

O que é BERT e como funciona

No final de outubro, o Google divulgou um melhoramento no algoritmo de busca, o BERT, sigla para Bidirectional Encoder Representations from Transformers.

Se trata de uma tecnologia de rede neural criada para aperfeiçoar o processo e linguagem natural usada pelos usuários dentro do site de busca.

Portanto, essa tecnologia vai ajudar os computadores a compreenderem melhor o que estamos dizendo quando pesquisamos algo, de uma forma ainda mais aproximada ao entendimento humano.

O objetivo é que o usuário possa realizar uma consulta através de frases que ele usaria em uma conversa direta com outra pessoa.

Dessa forma, todas as palavras são levadas em conta e não apenas as principais.

Veja a mudança:

BERT e a mudança no ranqueamento de buscas
“2019 turista brasileiro para EUA precisa de visto”. A preposição “para” é fundamental para entender o sentido da consulta. O brasileiro vai viajar para os Estados Unidos, e não o contrário. Antes da mudança, o algoritmo não era capaz de compreender a importância dessa relação
(imagem e informações do Blog do Google Brasil)

Antigamente a preposição para seria ignorada e os resultados não eram os esperados. Com a nova versão, os computadores dão atenção a essas palavras que fazem toda a diferença dentro do contexto.

Sendo assim, esse novo algoritmo proporciona resultados mais precisos.

Conteúdo de qualidade

De acordo com o Google, o Bert vai interferir em 1 a cada 10 termos de busca. Parece um número baixo, mas leve em consideração que são feitas bilhões de pesquisas diariamente.

Porém, nada de sair correndo pelas ruas e jogando para o alto todo o seu aprendizado e crescimento profissional.

Essa mudança vai ajudar na análise do contexto como um todo, permitindo que o usuário encontre respostas ainda mais objetivas.

Mas, fica a dica: não abandone a qualidade do seu conteúdo.

O que você pode fazer diante dessa situação é continuar criando para pessoas e não para máquinas.

Produza conteúdos que vão somar na vida dos usuários e que sejam de grande valia, essa será a melhor maneira ocupar um bom lugar no ranking de pesquisas.

O que é BERT
Mantenha a qualidade dos seus conteúdos, assim, as chances de aparecer na primeira página do Google serão ainda maiores

Conclusão

Agora que você está por dentro das mudanças do Google, saiba que, esse algoritmo mesmo não estando ativo no Brasil ainda, a ideia é que, em breve, ele esteja presente no mundo todo.

Não se esqueça de dar continuidade ao seu trabalho buscando sempre pelo aprimoramento das técnicas e da qualidade, esses artifícios continuam sendo levados em consideração.

O Bert vai focar nas palavras-chaves e além delas. O algoritmo passará a entender cada sentença da frase, atendendo com mais exatidão as necessidades do usuário.

O que você achou dessa mudança? Vai influenciar na forma que você elabora seus conteúdos? Conta pra gente!

Comente, sugira e participe: