E-commerce Tem como vender saúde no e-commerce? Entenda esse segmento

Tem como vender saúde no e-commerce? Entenda esse segmento

Por Jaqueline Piva em 5 de fevereiro de 2019

Saúde, cosméticos e perfumaria, essa é a categoria que ocupa o primeiro lugar no ranking de segmento mais vendidos no primeiro semestre de 2018. Com um dos maiores crescimentos dentro dos segmentos no e-commerce, perfumes, cosméticos e medicamentos passaram a ser consumidos também pelos usuários digitais.

O segmento foi responsável por 15% das vendas do total de vendas online, tendo um crescimento de 33% se comparado ao ano de 2017.

Hoje, o crescimento de setores que rodeiam a saúde, permite que ele cresça. Estamos sendo constantemente abordados por um novo formato e estilo de vida, que nos apresenta hábitos saudáveis. Isso implica direto no fato da procura por saúde nos comércios eletrônicos.

A participação das mulheres nesse segmento representa a maior parte das compras. Isso, por que, sempre ocupadas com as correrias do dia-a-dia, esse modelo se torna mais prático, e permite que a compra seja feita de maneira fácil. Podemos ver também o aumento da participação do público superior a 50 anos, que tem feito evoluir a venda de medicamentos.

 

Por que apostar nesse nicho?

Muitos aspectos técnicos fazem dos cosméticos e medicamentos um bom negócio. O baixo volume e peso, podem ser uma vantagem quanto a manuseio, entrega e o frete, principalmente, são pontos fortes em relação a outros produtos. E é o que facilita a venda dos mesmos.

Esses produtos são geralmente mais caros, mas isso também é uma vantagem do e-commerce. Produtos com valor maior, são procurados em lojas virtuais por terem um preço “mais acessível”

Se tratando de medicamentos, esses são produtos de recompra, ou seja, são comprados no mínimo mensalmente, com recorrência. Quem não quer ter clientela fixa? Esse segmento permite que você possua clientes fiéis.

Ainda se você tiver um comércio mais amplo, essa recorrência na compra pode ser maior. Como vender shampoo, cremes, suplementos e produtos de beleza, produtos que as pessoas repõem com mais frequência.

O aumento de pessoas que procuram por ter hábitos saudáveis, faz o sucesso da união de segmentos de produtos naturais com saudáveis. Investir nesse ramo, te da certeza de um público carente e disposto a comprar.

 

 

Saúde no e-commerce

 

 

Como dito, o público maior de 50 anos de idade é o que mais vem consumindo esses produtos voltados a saúde, então deve-se apostar nessa pegada.

Outro público alcançável e que cresceu, é a participação dos homens, visto que nesse segmento, as mulheres predominam. Com a desmistificação da vaidade masculina, hoje muito mais explícita, os homens passaram a se cuidar mais, tanto em relação a saúde, quanto a beleza. Ou seja, além de um segmento que tem possui boas condições para crescer, atende um amplo público.

Se parar para analisar, é bastante complexo o fato de conseguir alcançar todas essas pessoas que variam de perfil, com estratégias assertivas. E realmente não é fácil, a dificuldade maior é achar um formato de comunicação para não deixar ninguém de fora.

Além disso, esses produtos podem ser vendidos também para comerciantes, donos de farmácias, profissionais da área de saúde no geral.

São muitos os públicos, como eu disse, mas isso não significa que você tem que trabalhar com todos. Focar em um nicho específico, um público dentre esses, pode ser uma boa escolha. Ter foco é essencial em todos os segmentos.

O comércio de saúde tem algumas exigências quanto a venda de produtos por conta das prescrições médicas que são necessárias em locais físicos que vendem medicamentos. Também implicam regras e diretrizes quanto a publicidade. Por isso é necessário que se tenha conhecimento quanto a essas leis, ou que juntamente com o lojista caminhe uma consultoria jurídica.

Para finalizar e como última dica para ser colocada na balança antes de investir nesse segmento, é apostar na criação de conteúdo para o público seja de qual produto for dentro dos cosméticos, produtos de beleza ou medicamentos, as pessoas tem dores em relação a métodos de uso. eficácia, contra-indicações. Entretanto, você pode ser a solução tanto com informação quanto com produto.

 

 

Comente, sugira e participe: