Dicas Black Friday 2018: Quer saber como lucrar mais? Confira as dicas

Black Friday 2018: Quer saber como lucrar mais? Confira as dicas

Por Jaqueline Piva em 4 de setembro de 2018

A data do Black Friday já está presente no Brasil desde 2010 e cada vez toma mais força diante dos consumidores e lojistas. A data se tornou uma das mais esperadas entre ambas as partes, só fica atrás do Natal. Esse ano teremos a black Friday no dia 23 de novembro.

A data é sinônimo de grandes descontos e de muitos clientes novos e fiéis fazendo compras. Apesar de ser hoje um evento que mobiliza muitas pessoas, a data no Brasil já foi criticada.

Algumas lojas de grandes nomes faziam mal-uso da data, elas elevavam o preço dos produtos meses antes as promoções, para que depois fizesse falsos descontos. O evento chegou até ganhar outro nome a “black fraude”.

Para os e-commerces a data é bastante lucrativa e a expectativa é que os números aumentem. Até porque o consumo por meio das lojas virtuais aumentou nesse último ano no Brasil.

Mas para ter sucesso é preciso planejamento, meses antes tudo deve estar pensado e organizado, para não deixar o cliente na mão e a loja no prejuízo.

 

Dicas para você vender mais

 

Não planeje de última hora

Seguindo a linha do raciocínio anterior, a primeira dica é se planejar com antecedência. Estamos há quase três meses da data e se passar de agora, você já corre o risco de perder a viagem. Fique atento.

Já comece a pensar nas ideias de divulgação, os meios, os prazos, na logística e estoque. Determine quais serão os objetivos da campanha, o público que você deseja atingir e após isso definido, pense nos produtos e na promoção.

Faça análises dos meses anteriores, veja quais são as tendências dos seus clientes, faça pesquisas no mercado no geral. Decida os produtos e com base em análises financeiras, determine os valores dos descontos.

 

Planeje os estoques

A antecedência é necessária para que pontos importantes como esse sejam planejados. Uma das reclamações por parte de clientes que compram na black Friday é que após adquirirem determinados produtos, eles não chegam, isso por falta de estoque.

Faça um levantamento de estoque, e veja quais são as probabilidades das vendas dos produtos que irão ter descontos e monte um estoque exclusivo para eles. A “queima de estoque” acontece muito, então não prometa mais do que você tem.

Em caso de empresas que vendem serviços, certifique-se da disponibilidade de agenda e seja verdadeiro quanto aos prazos de entrega para não ter problemas pós-venda.

 

Divulgação e personalização

Já estão definidos quais serão os produtos e as promoções, então agora você precisa pensar em como divulgar isso. Além de pensar também em como deixar a sua loja virtual um espaço personalizado e aconchegante para os clientes.

Dentro da sua loja mesmo que seja virtual a vitrine ainda é tudo. O layout pode ser personalizado e os produtos podem ficar em categorias de evidências na primeira página, ou pode até ser criado uma categoria própria dos descontos no menu.

Ainda sobre a divulgação, os banners dão aquele toque especial e são mais que necessários. Os banners são os cartões de visitas, então receba os seus clientes já com o prato principal. Crie banners com os produtos e os descontos em evidência. Veja em qual modelo a sua loja se encaixa mais e peça ao responsável por isso para cuidar dessa parte.

Nesse mesmo sentido, já pense nas divulgações também em redes sociais. A divulgação é a alma das promoções, sem ela, como atingir o público? Esteja presente no facebook e instagram, lá se encontram a maioria do público. Invista também em ferramentas pagas. Comece antes para causar expectativas. Use gatilhos mentais para atrair e causar ansiedade.

 

Black Friday 2018

 

 

Ofereça descontos reais

Não deveria haver necessidade de destacar isso, mas existem empresas que fazem descontos enganosos. Como já dito, a Black Friday no Brasil, já levou o nome de “black fraude” e foi difícil conseguir limpar o nome da data de novo. Por isso, honre os descontos.

Crie promoções criativas, faça kits de produtos, dê descontos que crescem conforme os números de produtos forem maiores, ofereça brindes, cupons de descontos e o que mais for viável para os seus negócios.

 

Organize a gestão de pagamento

É necessário organizar as formas de pagamento já que há promoções e descontos. Essa parte técnica dá um pouco mais de trabalho, porém é muito importante. A página de checkout deve ser otimizada juntamente com as formas de pagamento, visto que o abandono de carrinho ocorre por conta de erros dessa página. O cálculo do frete também deve estar de acordo com a promoção. Em casos onde o frete é grátis, todo esse processo deve estar de acordo, como a seleção de parcelas também. Isso implica consultar os processos necessários para fazer na plataforma, consulta dos serviços de hospedagem e de segurança.

A questão da segurança é algo que deve ser muito bem cuidado também. A segurança de um e-commerce é validada a partir de um certificado instalado que protege os dados dos clientes.

É de extrema importância que seu site tenha o certificado SSL. Primeiro porque o Google avisa aos clientes que a loja não é segura, caso não tenha o certificado e para que os clientes se sintam seguros e você ganhe credibilidade no momento da compra. Apesar de também ser uma época que sofre bastante tentativas de fraudes.

 

Aproveite a Black Friday com responsabilidade

Com um bom planejamento e com antecedência qualquer lojista pode se destacar e conseguir elevar um pouco que seja os números de vendas. Para alguns a Black Friday 2018 ainda está longe, mas para outros agora é o momento certo de começar a atacar.

Essas dicas são essenciais e fazem toda a diferença. Vale a pena cuidar e pensar com carinho em cada ação tomada, porque os resultados realmente aumentam quando algo é planejado com tempo. Após isso faça uma análise de resultados, dos valores investidos e do retorno. E ano que vem você já sabe quando começar e como fazer.

 

Comente, sugira e participe: