E-commerce Criptomoedas: o que são e como funcionam?

Criptomoedas: o que são e como funcionam?

Por Jaqueline Piva em 31 de julho de 2018

Talvez você já tenha ouvido falar, ou lido em algum lugar sobre, mas não saiba ao certo o que são as criptomoedas. Parece nome de superpoder, mas não é. A criptomoeda é o dinheiro que move o mundo digital.

Criptomoeda é um tipo de moeda virtual que utiliza a criptografia para fazer transações na internet de forma mais segura. Como no mundo real as moedas possuem suas características para evitar falsificações, no mundo digital a criptomoeda também usa códigos quais são difíceis de serem quebrados.

O dinheiro eletrônico realiza compras da mesma forma que seriam feitas se fossem com dinheiro real. É a forma de pagamento utilizado para transações de e-commerce.

Ela existe desde 2007, mas veio a se popularizar em 2017, quando os números de pessoas que faziam uso da moeda dobraram. Existem vários tipos de moedas que circulam nesse meio, umas mais usadas que outras, porém nenhuma ainda é reconhecida ou controlada por alguma instituição.

 

Bitcoin, a moeda mais usada no mundo virtual

Para entender melhor esse universo, vamos falar da criptomoeda mais utilizada no mundo.

Pioneira no assunto, o Bitcoin se tornou a moeda queridinha dos investidores. Assim como o Dólar e o Real, o Bitcoin tem o seu valor, a diferença, no entanto se dá por conta que o Bitcoin não é emitido por uma instituição, assim como o Real é pelo Banco Central do Brasil. Criada em 2008 a moeda é gerada por sistemas computacionais de forma descentralizada e criptografada.

Os pagamentos podem ser feitos de forma eletrônica. Pagamentos em bitcoin são feitos rápidos, baratos e sem intermediários. Além disso podem ser feitos de qualquer lugar do mundo para qualquer lugar do mundo, sem limites de valores.

Para uma pessoa adquirir Bitcoins ou ela pode ‘minerar’ ou comprar a moeda com corretoras responsáveis por essa venda. Minerar é o ato de gerar as moedas, mas não é para qualquer um. Para ser um minerador são necessários um computador e um sistema operacional específico, além de ser um processo longo no qual demora dias para ser concluído.

 

O valor de um Bitcoin é algo que ainda gera instabilidade. Ele pode valorizar e desvalorizar em um curto período pelo fato de que ainda é uma nova natureza no mercado.

 

Criptomoedas: Bitcoin, a mais usada

 

Devo investir em Criptomoedas?

Uma forma de adquirir as moedas digitais é por meio da compra das mesmas. Há quem tem o desejo de investir para se dar bem no mercado financeiro.

No Brasil existem mais de 10 corretoras que trabalham com a compra e venda das moedas. Para comprar ou fazer qualquer transação é necessário um cadastro, a partir disso você tem a sua carteira e é lá que ficam guardadas as moedas.

Existem muitas outras moedas além da Bitcoin, que é a mais popular, e para investir é preciso estudar cada uma.

Para os especialistas, ainda mesmo que o mercado das moedas esteja inflado, as criptomoedas não desaparecerão, os preços podem cair, mas não se pode subestimar esse novo mercado.

Ou seja, vai da intenção e da análise de cada um investir e vale ressaltar que esse mercado ainda vai evoluir muito e quem quiser arriscar tem todo o direito!

 

Comente, sugira e participe: