Dicas Ciclo de vida do produto: conheça as etapas

Ciclo de vida do produto: conheça as etapas

Por Jaqueline Piva em 3 de abril de 2019

O ciclo de vida do produto é um plano de tomada de decisão utilizados pelas empresas para que elas possam escalar o passo a passo do crescimento e evolução dos seus produtos ao longo do tempo.

Como consumidores podemos notar que produtos entram e saem do mercado, abaixam seus preços, elevam e assim por diante dentro de um processo de altos e baixos.

Para os lojistas isso tem nome, é o ciclo de vida do produto. Para quem quer se manter na concorrência no mercado, é importante ficar por dentro de como funciona.

O que é o ciclo de vida do produto e qual a sua importância?

Entender como funciona, quais suas etapas ajudam na divulgação e na quantidade de tempo em que ele estará presente no mercado. Ele serve tanto para o time de marketing quanto para o de vendas traçar estratégias de acordo com o momento do produto e consequentemente do consumidor.

As fases de um produto são:

  1. Introdução;
  2. Crescimento;
  3. Maturidade;
  4. Declínio.

Esse caminho começa desde sua entrada no mercado, até uma nova solução acerca do produto. Para cada fase existem fatores que evidenciam seu estado.

Introdução

A introdução começa desde quando o produto começa chega aos pontos de vendas sejam eles físicos ou online. Grande parte dos produtos com o que nos deparamos ainda está nessa fase.

Para as empresas esse é o momento em que mais investem em marketing, pois ele precisa ser reconhecido pelos clientes. Neste momento muitas empresas ficam no vermelho, mesmo que já tenham suas vendas, por que os investimentos são grandes.

O Inbound Marketing, é uma estratégia que pode ser usada para que se alcance público e ganhe relevância diante os clientes para que cheguem até você e se interesse pelo produto ainda quando ele está nessa fase. O reconhecimento é importante, e através do inbound é possível chegar até esses possíveis clientes.

A partir desse momento ele já começa a ser persuadido por você e busca te conhecer e descobrir exatamente o que está sendo ofertado. Nessa fase a concorrência é menor, a quantidade de pedidos, produção, tudo em menor escala.

Crescimento

Após os desafios iniciais vencidos, o produto chega em uma fase que precisa de esforços para aumentar sua participação no mercado.

Quando o produto já chega a uma certa estabilidade ele tende a aumentar sua produção, vendas, distribuição. Isso quer dizer menos trabalho para ganhar visibilidade e assim a empresa começa a tirar seus lucros. Nessa etapa já é possível escalar todos os processos do produto.

Com o produto já introduzido no mercado, o público já reconheceu o valor da sua marca e o marketing é direcionado para o crescimento e consolidação da marca. Mas os investimentos ainda devem continuar para que o produto não caia em decadência ainda na sua fase inicial.

Maturidade

A maturidade é o pico do produto, o ponto mais alto do ciclo de vida, é quando ele atinge o seu potencial máximo de vendas.

Aqui os esforços são direcionados a manter os bons resultados a longo prazo e a estabilidade. Pode ser até que a receita da empresa diminua, mas nada significativo.

Não é porque o produto atingiu a maturidade que deve deixar que ele fique sozinho por si só a vender. A concorrência tentará fazer com que seu produto perca o trono, por isso, o marketing e a inovação precisam estar presentes.

É difícil se manter no mercado sem cair. Grandes empresas estão vivendo sua maturidade ao menos há um século, mas para isso é necessário um planejamento muito bem feito para manter o grau de maturidade.

É um desafio enorme manter-se presente, visto a guerra de preços e a concorrência tentando te derrubar. E é nesse momento que alguns produtos chegam a sua fase final.

Declínio

Muitos produtos chegam ao fim, na verdade, a maioria.

São poucos os produtos que conseguem aguentar a pressão das inovações dos concorrentes. Superar as mudanças no comportamento do consumidor, a evolução tecnológica são desafio difíceis.

O estágio de declínio é marcado pela diminuição das vendas e nos lucros. Nesse momento talvez seja necessário redesenhar totalmente as estratégias e planejamento do produto, ele pode até ser substituído por outro, ou que ele se torne adequado novamente a partir de inovações.

E aí acontece que o produto inicia um novo ciclo de vida.

Comente, sugira e participe: