Dicas Brand Equity: Quanto vale a sua marca?

Brand Equity: Quanto vale a sua marca?

Por Bruno Ananias em 31 de outubro de 2017

Brand Equity, quando pensamos em valor, já logo imaginamos um cenário financeiro de prosperidade, mas neste caso em específico ressalto, não é só o dinheiro que é responsável pelo sucesso de um negócio.

Nesta caminhada há muitas empresas abastadas de recursos financeiro que falharam ao tentar se manter no mercado e o motivo muitas vezes se deve a falta de atenção ao brand equity. E na outra ponta, vemos empresa que investem nisso se destacarem expressivamente ano após ano.

Entendendo sobre Brand Equity!

O que significa este termo e como aplicá-los em suas estratégias para fortalecer sua marca e ver os resultados retornarem em forma de lucro.

De forma simples, brand equity pode ser traduzido como valor da marca, pois é o que de fato ele representa.

O Brand Equity é um termo da área do marketing, 
que significa o valor adicional que se atribui a algum produto ou serviço. 
Esse valor influencia na forma como o consumidor pensa, 
sente e age em relação à marca, assim como nos preços, 
na parcela de mercado e na lucratividade proporcionada pela marca à empresa.

 

Como medir o valor de uma marca?

Diferente do valor patrimonial de uma empresa o valor de uma marca segue vários critérios abstratos para ser avaliado. Isso se deve ao fato dele não ser algo tangível.

Não se trata de ter uma identidade que seja reconhida com facilidade por todos, até porque existem vários exemplos de marca que são reconhecidas de forma negativa. Neste caso o que realmente importa é como os clientes encaram sua marca. Pois é esse perspectiva que fará toda a diferença na obtenção de lucros e na valorização da sua empresa de maneira geral.

A gestão de marca ou branding tem o papel de fortelecer a marca, por conta disso podemos afirma que um trabalho de branding bem executado gera o brand equity. Em resumo, quanto mais forte a imagem do seu negócio, maior será sua percepção e valor no mercado.

 

Porque ter uma marca forte?

Primeiramente que todos querem quanto criam um negócio é a obtenção de lucros e se manter ativo, fazer sentido na vida do público que você atende, contudo, há alguns fatores importantes que são influenciados pelo brand equity:

Poder de influencia mo mercado

Desde a influência na decisão dos clientes até decisões importantes junto a parceiros e fornecedores.

Percepção de valor dos clientes

A percepção de valor é um dos princpiais fatores que podem beneficiar a lucratividade do negócio.

Lealdade à marca

Talvez este seja o ponto máximo de uma estratégia de brand equity bem executada. O Público leal além de ser um consumidor cativo da sua marca se tornará de forma orgânica um evangelista dela e lhe trará a possibilidade de novos negócios.

 

Dois grandes exemplos de Brand Equity

 

Apple

A Apple é um dos maiores símbolos de quanto o poder de uma marca faz diferença em cada um dos aspectos que citamos acima.

A marca se diferencia das demais em cada detalhe, a começar pelos nomes dos produtos: Nada de notebooks, tablets ou smartphones, a Apple vende macbooks, iPads e iPhones!

Além disso, comparando as especificações de seus aparelhos com os concorrentes, a Apple nem sempre leva a melhor.  Mesmo assim, seus produtos — que custam um valor bem mais alto — continuam entre os mais vendidos e desejados do mercado.

Outro detalhe é que o valor de mercado dos produtos da Apple quase não cai, mesmo depois de estarem desatualizados há anos. Tudo isso por que a marca é uma das mais valiosas do mundo!

 

Dudalina

A Dudalina é uma das marcas mais famosas e desejadas da moda brasileira na atualidade, graças ao trabalho de branding e valorização dos produtos que a empresa vem fazendo.

Por meio desse trabalho, as camisas da Dudalina saíram de Santa Catarina para o Brasil todo e agora estão espalhadas em lojas de todo o mundo.

Além disso, a marca é uma das mais pirateadas do Brasil, tamanha à procura pelos itens altamente detalhados, que viraram sinônimo de luxo e sofisticação.

Será que a Dudalina tem uma estratégia agressiva de venda direta online? Não, mas tem um posicionamento acertado, focando no nicho a que busca atender.

 

Apesar das empresas citadas venderem produtos mais caros, essa é só uma demonstração do que o brand equity pode fazer, e de forma alguma exclui empresas que lidam com itens mais baratos.

Até porque achar que o papel do brand equity é aumentar o preço dos produtos é um grande engano. Prova disso é que algumas das marcas mais valiosas do mundo são de produtos baratos e extremamente populares.

O objetivo final é fazer com que a marca seja vista por outros como é vista internamente, e que se destaque nisso. Como assim?

Se a ideia é vender produtos premium, o público precisa enxergar a marca como premium. Se a mira é nas massas, tem de ser vista como acessível.

 

Use o brand equity de maneira certa no marketing digital!

Tome este conceito aprendido e faça uso dele para que você possa destacar sua empresa ou e-commerce ainda mais. Entenda alguns pontos que tornarão sua marca mais forte no futuro.

A mensagem certa

Torne clara ao seu público a mensagem do seu negócio. Envolva-o e conquiste!

Escolha os canais

Decida por onde você irá se relacionar, para isso descubra o comportamento do seu público e foque sua estratégias onde pode obter mais resultados.

Voz e tom da conversa

Defina uma linha consistente de raciocínio e que expresse o que realmente sua marca é, de forma que consiga envolver o público e ser fiel a sua essência.

Atividade Frequente

Não comece uma estratégia que não possa manter, a constância no processo de comunicação é fundamental e através dela que seu público irá se sentir tentado a sempre retornar em busca de novidades.

 

Você já descobriu o valor de sua marca?

Fonte: Marketing de Conteúdo

Comente, sugira e participe: