Dicas Análise de concorrentes: como se preparar para competir no mercado

Análise de concorrentes: como se preparar para competir no mercado

Por Jaqueline Piva em 18 de dezembro de 2018

A competitividade vem aumentado cada vez mais dentro do comércio eletrônico. O número de lojas virtuais que são abertas todos os dias, fazem com quem já está no mercado, buscar por um diferencial para sair na frente da concorrência.

Uma maneira de se aproximar da concorrência é analisá-la, e com isso tirar vantagens sobre as informações que são relevantes para o negócio. O monitoramento da concorrência te ajuda a entender quem são e onde estão os competidores desse jogo.

O objetivo é descobrir o que está funcionando para as outras empresas do seu mesmo segmento, e fazer com que essas estratégias funcionem para você também. A análise de concorrentes deve servir como uma ferramenta para alavancar o sucesso dos seus negócios e assim elevar os esforços para conquistar o próprio espaço.

 

Tipos de concorrentes

Para fazer uma boa análise é necessário dividir a concorrência em direta e indireta, para entender melhor como cada um trabalha e de que forma ameaça a sua empresa. É importante entender essa diferença para que você foque no que analisar para não se perder nas estratégias.

Concorrentes diretos: são aqueles que oferecem produtos ou serviços iguais o da sua empresa e atingem o mesmo tipo de perfil do público em questão.

Concorrentes indiretos: são os serviços ou produtos diferentes dos seus, mas que podem substituí-los. Por exemplo, você tem uma empresa de fast food, o concorrente indireto possui um restaurante, não é o mesmo produto, mas mata a fome.

 

Como fazer uma boa análise de concorrentes?

Conhecer a sua empresa

Antes de entender como funciona a empresa do concorrente, é preciso conhecer a fundo cada ponto da sua empresa. As qualidades, defeitos, tamanho, relação com clientes e fornecedores, produto e sua produção. Ou seja, é um detalhamento minucioso dos aspectos da sua empresa.

 

Quem são os concorrentes?

Após compreender o seu negócio, é possível comparar com o concorrente, dessa forma fica mais fácil apontar quais são as semelhanças entre as empresas. Defina os concorrentes diretos e indiretos para isso e dê foco em um deles de cada vez para analisar.

Defina também o que você quer saber, quais são exatamente as informações que você precisa. Pode-se montar um questionário com as informações importantes, de forma mesmo que seja a fim de responder as perguntas.

 

O que e como analisar?

Analise os pontos fortes e fracos, eles podem ser baseados na presença ou ausência de algumas estratégias de negócios. Habilidades que a empresa possui, número de funcionários, quem são os fornecedores, como é a produção do produto, público alvo e margem de lucratividade. Faça da mesma forma que fez ao analisar o seu negócio.

Uma forma de conseguir informações pode ser com os clientes ou funcionários da própria empresa concorrente. Fornecedores também podem ser fontes de informação.

Ficar atento a revistas, jornais do segmento é importante para saber o que estão falando do seu segmento na mídia. Analise também as mídias sociais no qual marcam presença, redes sociais, blogs.

 

Conclusão

Ter consciência dessas perspectivas fazem com que você entenda quais as preferências de uma parcela do público e o que levam eles a ser fiel a uma marca.

Atente-se a todos os tipos de concorrentes, entre os maiores, que já foram o exemplo no qual você possa ter se inspirado e aos menores, indiretos que podem roubar clientes potenciais da sua empresa. Encontre o seu diferencial entre a eles, aperfeiçoe os serviços oferecidos por você e inove.

Tome cuidado para não virar cópia dos concorrentes, isso te diminui e não te eleva. Inclua a análise de concorrentes no seu planejamento estratégico e faça as mudanças necessárias.

 

Comente, sugira e participe: