Desenvolvimento [Dicas] Criando um site de sucesso em 9 passos

[Dicas] Criando um site de sucesso em 9 passos

Por Bruno Ananias em 2 de fevereiro de 2017

Neste 9 passos iremos abordar tudo o que você precisa saber e executar para ter um site de sucesso e fazê-lo decolar. Formulamos um conteúdo bastante intuitivo para você.

Desejamos uma ótima leitura e aproveitamento de nossas dicas. Não deixe o Passo 7 passar despercebido.

 

1 – Escolha o melhor endereço para emplacar seu site na internet {url/www}

O endereço de um site é o primeiro grande ponto que queremos lhe apresentar, é ele que será lembrado pelos seus usuários, será o nome que as pessoas vão digitar para te encontrar nos sites de buscas ou diretamente na barra de endereço de seus navegadores.

O processo da escolha da sua URL é tão precioso quanto a criação da sua marca, o nome do seu site precisa ser fácil de memorizar, entender e escrever. Tem que estar na ponta da língua, quer dizer, dos dedos do seu usuário.

Exercício Rápido | Você irá precisa de papel e caneta para fazê-lo
Pense rápido em 3 sites de compras on-line e anote-os, agora reflita o motivo que te fez lembrar de cada um deles e o que eles tem de especial em seus nomes/url. Este breve exercício de memória te ajudará a pensar criteriosamente na hora da sua escolha.

Um ponto importante a ser considerado é a extensão de domínio que será usada, no Brasil as extensões mais populares são: .com.br [nacional]; .com [internacional]; .net [sites técnicos] e .org [organizações sem fins lucrativos], a lista não para por aí e cada um tem seu significado, conheça mais clicando aqui [site em inglês] e escolha a opção mais apropriada levando em conta as considerações deste passo.

Algumas considerações para resumir e encerrar nosso primeiro passo:
– Seja simples, não use estrangeirismo ou palavras complicadas de serem entendidas ou escritas;
– Seja breve, prefira sempre as url mais curtas;
– Evite números e traços, a menos que tenham identificação com seu negócio os caracteres especiais podem confundir as pessoas;
– Seja você, sua URL precisa expressar a identidade da sua empresa ou loja, isso ajudará o usuário a confiar e identificar rapidamente o que ele está acessando.

O domínio é o nome que vai te tornar único, é o seu endereço nesse imenso universo digital. Pense bem antes de defini-lo, peça opiniões e avalie mais de uma opção para sua tomada de decisão.

 

2 – Ganhe seu usuário à primeira vista, invista em Design!

Aqui não tem segredo, o visual é o elemento que vai definir a empatia do usuário com seu site. Se ele gostar já é metade do caminho de uma conversão, já se ele não se sentir atraído, todo seu trabalho e investimento para fazer com que ele chegue ao seu site poderá ter sido em vão.

“Você nunca tem uma segunda chance de causar uma primeira impressão.” – Aaron Burns – Revista CARAS, Edição 667.

Então porque não investir logo em uma boa estrutura visual? Cores adequadas ao seu negócio e a sua marca; boas imagens/ilustrações, sem amadorismo por favor, se quiser economizar opte por bancos de imagens gratuitos, mas evite pesquisar e usar imagens de baixa qualidade que desvalorizem seu projeto.

O design tem a capacidade de influenciar as emoções das pessoas, criando experiências únicas e até levando-as a uma determina ação.

A aparência é o ponto de diferenciação para escolha de um produto/site. Avalie sempre os portfólios antes de contratar e dê preferência para quem trata seu projeto como único. Existem sim padrões de desenvolvimento a serem seguidos, mas seu projeto pode ser exclusivo e diferenciado através de bom design.

 

3 – É bonito, mas funciona? Usabilidade + UX

Ter um site bem aparentado é importante, mas e do que a adianta se ele não funcionar ou for complicado de navegar? Pois é, precisamos entender porque os elementos estão onde estão e o que isso muda para seu site. Vamos falar rapidamente sobre os conceitos conhecidos como Usabilidade e UX.

 

Usabilidade é o princípio que visa tornar o site claro e fácil para que seu usuário entenda onde ele está e como ele pode ir para onde ele quer ou precisa. Invista em praticidade e objetividade, minimizando cliques e o tempo que o usuário leva para encontrar algo importante. A usabilidade colabora com a conversão e com o ranqueamento de seu site.

UX ou Experiência do Usuário se trata do contexto analítico e emocional que pensa nas etapas do usuário, antes, durante e depois de sua interação com o conteúdo apresentado. Como ele faz e porque faz, o conceito de UX visa entender para melhorar essas interações e engajamento do público.

Achou os termos um pouco difícil ou técnico demais? Talvez sejam mesmo, mas não se preocupe, o que você precisa saber aqui é que ao contratar uma empresa que desenvolva o seu projeto, verifique se ela aplica esses procedimentos, pois eles são fundamentais para o sucesso do seu site.

 

4 – Informar e mostrar as opções para o seu usuário se conectar a você.

As informações são as premissas básicas para seu website, seja em um projeto de e-commerce ou institucional, os dados de contato como: telefone, endereço e suas redes sociais precisam ser evidentes ou fáceis de serem encontradas.

Principalmente em casos dos sites de empresas essas informações muitas vezes são o objetivo final do usuário que encontra. Por se tratar de um site de apresentação, sua conversão final seria um contato via formulário, chat, e-mail, telefonema ou mesmo o cliente sorridente chegando na porta de sua empresa dizendo que te encontrou pesquisando na internet.

Você pode até pensar: “Ah! Mas existem os sites de anúncios de empresas [famosos páginas amarelas] e as redes sociais que tem minhas informações”, ÓTIMO, tudo isso agrega valores e referências para que você seja encontrado, mas faça com que esses canais de terceiros, levem os usuários para um canal que é realmente seu, particular: “Seu mundo, suas regras!”.

Quanto as redes sociais, a integração com elas em seu site é preciosa para que os usuários se conectem com você em diferentes canais, porém, precisamos lembrar que apesar de tudo estar disponível para nós, nada disso é nosso, seguimos as regras e padrões de cada uma delas, portanto, esteja sim presente, gere conteúdo e atraia seu público para seu site. Nada é mais pessoal do que seu site.

 

5 – Conteúdo: É bonito, funciona, mas não é interessante… xiiii!

Atente-se muito ao conteúdo! Imagine que você entendeu e seguiu todos os passos até aqui, mas o conteúdo do seu site é desinteressante, desconexo ou possuí erros que estão levando o usuário à se enfadar ou simplesmente se deparar com algo que o faça fechar seu site e ir direto para seu concorrente. Complicado não é? Pense-se na perca de tempo e dinheiro por deixar isso acontecer.

A internet é impiedosa, justamente por ser um universo muito dinâmico onde tudo que precisamos está a um clique de nós. Por este motivo precisamos criar conteúdos que sejam interessantes e/ou relevantes a nossa audiência. E prezar MUITO, pela boa ortografia e coerência de nossos textos.

Se você chegou até este artigo é porque é um assunto que te interessa, temos o conteúdo, contudo se você chegou até esse ponto e vai continuar, é porque, apesar de termos escolhido uma linguagem mais simples deixando os assuntos mais técnicos para um segundo momento, então o contexto fez sentido para você e não deixamos escapar nenhum erro que fizesse você sair correndo de nosso blog, concorda? Risos 😉

Se seu objetivo for irritar seu público, então deixe de lado a hortografia do seu texto: Concerteza, pra mim escrever bem, faz 9 anos de prática, mais, derrepente, este seje um dos melhores textos escrevidos des de o início. Porisso, agente nunca pode parar de aprender.

Calma, foi proposital! Mas pense comigo, e se fosse em seu site? ou Se todo meu texto contivesse erros dos tipos provocados acima? Com certeza, em ambos os casos teríamos usuários fechando nossas páginas e olhe lá se não deixassem algumas recomendações negativas por aí. Cuidado!

Com tantas regras e mudanças em nossa língua portuguesa, as chances de conter erros aqui ou ali em nosso conteúdo são grandes. Mas nesse caso relevantes e perdoáveis. Agora cometa qualquer um dos erros que descrevi acima e perca toda credibilidade do seu site.

Confie em empresas capacitadas para o desenvolvimento do seu site, e ainda assim, mantenha o hábito de revisar para minimizar ainda mais as chances de erros ou falta de coerência dos textos. Essa é uma dica de ouro, conteúdo é tudo!

 

6 – Seu site precisa ser rápido, seguro e estar on-line

Tudo hoje em dia é muito rápido e em dados reais e comprovados, a velocidade da abertura de seu site pode determinar positiva ou negativamente na percepção de quem acessa. Se seu site demorar muito para carregar, com certeza o usuário já estará no próximo resultado sem-nem piscar. As pessoas amam sites rápidos e o Google também: ganhe pontos com ambos para ter seu site sempre a frente da concorrência.

Segurança é primordial! Tenha essa preocupação com suas informações e a integridade de quem acessa. Principalmente se for uma loja virtual, o usuário precisa se sentir seguro e protegido para fornecer seus dados e realizar sua compra. Tudo isso começa desde o processo de criação até a escolha da hospedagem que vou falar em seguida, por isso exija sempre este requisito de quem você está contratando.

Hospedagem, o termo é muito comum concorda? Sim! É um comparativo de você se hospedar em um hotel simples e um cinco estrelas, que te fornece serviços especiais. No caso dos sites isso vai um pouco além, a escolhas de um bom hospedeiro influi e determina diretamente nos assuntos que estamos abordando neste tópico, segurança e performance, além de ser quem vai garantir que seu site esteja no ar. Procure se informar e ouça atentamente se a empresa se preocupa com estes requisitos.

Escolhido uma boa hospedagem, estamos quase lá, seu site está pronto para o grande público.

 

7 – Se não for responsivo o Google te descarta!

Falamos acima sobre tudo que um bom site precisa ter correto? Conteúdo Relevante, Rapidez, Design Atraente, Intuitivo para navegação e com um excelente nome, fácil de lembrar. O que falta ainda?

Na verdade não deveria faltar nada, pois um bom site precisa ser pensado desde o principio, no acesso via Smartphones e Tablets. Este tipo de projeto foi batizado de site responsivo, ou seja, que ajusta seu conteúdo de acordo com a tela em que é visualizado.

NOTA: O conceito de SITE RESPONSIVO foi criado em 2010 no artigo “Responsive Web Design” escrito por Ethan Marcotte (2010) no blog “A List Apart”. O autor propõe que, em vez de 3 desenvolver um design para cada dispositivo, deveria ser projetado um único código que adaptasse o layout para as diferentes telas, por meio de tecnologias padronizadas (HyperText Markup Language [HTML] e Cascading Style Sheets [CSS]). Antes do Design Responsivo, era comum a criação de uma ou mais versões mobile do mesmo site, o que dificultava a manutenção do conteúdo.

Por tanto não é invenção da cabeça das agências ou dos profissionais de Web, mas sim a premissa fundamental para que seu site possa fazer sucesso decolando todo seu potencial multi telas.

As empresas que já possuem algum tipo site/e-commerce, porém sem sua versão responsiva, estão atrasadas 7 anos e precisam se apressar em executar as melhorias necessárias para se manterem atuais e competitivas.

ALERTA: Desde de 2015, uma atualização dos algoritmos de pesquisa do Google passou a ‘esconder’ resultados de sites que não são responsivos. Portanto, seria um tremendo descuido lançar seu site sem se preocupar com este detalhe!

Mobilegeddon - Google Mobile-Friendly -  April, 21th - 2015

Um dado atualizado de Junho de 2016 aponta no Brasil um número de mais de 76 milhões de celulares do tipo smartphones em circulação e afirmar que 80% dos brasileiros acessam a internet usando seus dispositivos móveis. Imagine o salto disso nos próximos meses e anos? Seu negócio precisa estar preparado para surfar na onda desta tendência cada vez maior dentre os usuários.

 

8 – O site ficou pronto e agora? Onde estão os usuários?

Ufa! Site pronto… Parabéns, finalmente seu projeto está pronto: lindo, funcional e RESPONSIVO!

Perfeito, mas, onde está seu público? Como as pessoas vão te encontrar? Sendo a primeira vez que você lança um site ou seja uma reformulação de um projeto antigo. DIVULGUE!

Os melhores meios de divulgação gratuitos são suas redes sociais {facebook, twitter, instagram, youtube, linkedin, etc…}, mostre ao seu público que você tem algo novo. E se a empresa contratada garantiu boas práticas de SEO, seu site aparecerá de forma orgânica ao ser pesquisado.

NOTA: SEO – São práticas de otimização para o site ser encontrado em mecanismos de pesquisa de forma orgânica, ou seja, não paga.

Das formas pagas para divulgar seu site temos os anúncios patrocinados do Google AdWords ou Facebook Ads, que são maneiras eficientes e mensuráveis para atrair tráfego para seu site.

NO PAIN, NO GAIN! É sim aquela famosa frase da galera fitness de academia. Mas o que queremos deixar com tudo isso, é que não há resultados sem esforços, então mão na massa: divulgue seu site e faça valer o investimento feito nele.

 

9 – Dê atenção constante ao seu site, cuide e atualize!

Acabou, mas não acabou! Risos… É isso mesmo, tem mais um pouco ainda, um site não sobrevive por conta própria, se você deixar ele abandonado ele ‘pode até morrer’.

Dê atenção! Analise seu público: quem são e como se comportam em seu site, entenda o que pode ser acrescentado/melhorado. Contrate uma agência com vasta experiência nesse assunto que é fundamental para as conversões em seu site, seja ele uma loja, institucional ou até um blog. Se possível acompanhe tudo diariamente.

Esteja atento sempre às atualizações de conteúdo, mudança de telefones, endereços ou mesmo a renovação visual para o público não perder o interesse em acessá-lo. O tempo máximo de atualização de um site é de um a dois anos. Porém em um intervalo muito menor que isso são lançados novidades e conteúdos que podem melhorar ainda mais o seu projeto on-line.

Acompanhe sempre o Painel de seu site para se manter informado de tudo o que acontece por lá.

Contrate uma agência de confiança para cuidar disso para você e te deixar focado nas tarefas que fazem seu negócio funcionar: seja administrar, vender ou criar conteúdo. Web é coisa séria, não deixe seu site em segundo plano.

Conclusões

O que dissemos aqui não é uma receita mágica, nem tão pouco uma postagem comum e técnica como você está acostumado a encontrar por aí. Mas sim, nossas dicas valiosas para te guiar na criação de um site de sucesso. 

Se você chegou até aqui, já sabe tudo o que vai precisar ser feito, não se esqueça de nenhuma etapa e faça da internet a maior aliada de seus negócios para decolar todo seu potencial.

Comente abaixo o que achou das nossas dicas ou deixe suas dúvidas sobre o assunto!

Será um prazer para nós responder a cada um de vocês. VAMOS CONVERSAR! 😀

Comente, sugira e participe:

  1. Antonio Madureira 10 de fevereiro de 2017

    Parabéns pela publicação, estava em dúvida sobre quais os principais pontos a serem considerados na realização do meu projeto e após ler essa publicação não tenho mais dúvidas.
    Continuem nesse caminho. Parabéns!

    • Bruno Ananias 10 de fevereiro de 2017

      Olá Antônio, obrigado pelo feedback!
      Ficamos felizes em poder ajuda-lo.

      Colocamos nossa agência à disposição para auxiliá-lo na criação de seu site, agende uma consultoria com nossos especialistas, é gratuita e vai ajudar muito a garantir um projeto de excelência.

      Conheça um pouco mais em nosso site: https://www.netzee.com.br/web-sites/
      Entre em contato com nossos especialistas: contato@netzee.com.br | 18.3529-2066

      Abraços!
      Bruno Ananias – bruno.ananias@netzee.com.br
      Marketing & SMM, Analista Comercial

  2. Pingback: Marketing Digital | As tendências 2017 com foco no usuário. : Agência Netzee

  3. Pingback: Hey, Fred... Como as mudanças no Algoritmo do Google afetam meu site? : Agência Netzee

  4. Pingback: Importância do site para Prefeitura: Lei de Transparência - Agência Netzee : Agência Netzee

  5. Pingback: Por que ter um site? Indo além do cartão de visita! - Agência Netzee : Agência Netzee