E-commerce 6 dicas de como criar uma boa Landing Page

6 dicas de como criar uma boa Landing Page

Por Jaqueline Piva em 12 de junho de 2018

Quando tratamos de Landing Page, estamos falando de estratégias criadas para capturar leads e converte-los em clientes. Gerar leads requer causar impacto com qualidade no primeiro contato que as pessoas têm com o seu material ou serviço.

Nesse primeiro contato é importante criar uma primeira impressão excelente e proporcionar aquele visitante uma boa experiência. Isso pode render bons resultados para você.

Uma Landing Page é a ferramenta essencial para essa geração de leads. Além disso ela pode também aumentar o número de conversões. Mas para isso ela precisa estar muito bem feita, porque caso a página deixe a desejar o seu possível cliente pode nunca mais voltar.

 

Vamos as dicas que podem te ajudar a criar uma boa Landing Page

1 – Títulos concisos e atraentes

O título da sua página é o primeiro contato visual que o seu lead terá. Ele precisa conter as informações principais que já façam a pessoa saber onde está e o que está fazendo.

No título é necessário conter a palavra-chave na qual a sua Landing Page é focada. Deve também incitá-lo a clicar ou querer saber mais. Use a criatividade para fazer com que ele queira descobrir sobre.

Para não ter erro o seu título pode-se basear em três perguntas que o lead quer saber:

  • O que você tem a oferecer;
  • Para quem é destinado aquele serviço ou produto;
  • E o qual o benefício que você terá ao adquiri-lo.

Um subtítulo também pode ser usado para complementar o título ou trazer uma outra informação importante. Ambos devem ser claros e não deixar o cliente em dúvida, mas sim curioso.

É importante que não só no título, mas a página toda seja consistente e esteja de acordo com a oferta oferecida e com o anúncio da mesma. Nada mais frustrante do que clicar em algo que não te leva ao que foi dito.

 

2 – Conteúdo principal sem rolar a página

Uma dica básica, mas de grande importância! É importante e recomendável que todas as informações estejam na primeira tela do usuário. O título, o texto, a oferta e a call-to-action.

Na era em que estamos ninguém quer ficar rolando o scroll até chegar onde deseja. É tudo muito imediato. E claro que isso facilita a vida de quem está navegando, é bom que o lead não desista de clicar, então não enrole.

 

3 – Formulário na medida certa

Os formulários são a alma e a arma da sua Landing Page. É a partir dele que você conclui o seu objetivo. Eles são responsáveis por coletar as informações que você precisa e isso é uma grande sacada, seja direto e foque em perguntas em que as respostas realmente irão servir para o seu negócio.

O formulário depende muito da situação em que o lead se encontra e também da sua oferta. Por exemplo, se a pessoa já é o seu cliente e você quer vender mais alguma coisa, ou oferecer um “agrado” como um e-book, o seu formulário não precisa pedir telefone, cargo, e-mail.

Mas de modo geral, não faça formulários extensos! Novamente fazendo ligação com o consumidor atual, ninguém tem paciência e está disposto a demorar para adquirir algo, principalmente se você tem que passar seus dados.

Para acertar podem ser feitos testes A/B com o objetivo de ver qual tipo de formulário converte mais. Os formulários geram os leads qualificados e esse é o principal objetivo de uma Landing Page, é necessária muita cautela ao criar os campos de informações.

 

4 – Call-to-Action que converte

As call-to-action ou chamada para a ação, é o botão que o usuário clica para obter a oferta, ou que lhe foi oferecido. É o momento em que o lead toma a iniciativa de aceitar a sua oferta. Ou seja, esse botão é o que faz tudo acontecer.

A criação de uma call-to-action deve ter como objetivo leva-lo realmente ao que lhe foi prometido. Isso de maneira clara e certeira. De modo que ele não pense duas vezes antes de clicar, indicando o que irá acontecer em seguida.

Geralmente usa-se cores que chamam a atenção, mas isso é opcional. O botão deve sim chamar atenção e ser o maior destaque da página, mas isso deve também casar com o layout.

5 – Elementos que compõe a página

Já vimos que uma Landing Page deve ser clara, concisa e objetiva e que deve necessariamente ter um formulário e uma call-to-action. Porém outros elementos podem compor essa página, como textos e imagens.

Os textos não podem ser longos, mas podem existir, apesar de não ser todas as pessoas que param para ler. Mas as que param se interessam por saber mais.

Isso pode ser fundamental para influenciar na escolha da pessoa. Esse texto deve ser informativo, apresentando o produto ou serviço, sanando dúvidas e apresentando benefícios que vão agregar ao lead.

Textos podem ser distribuídos na página inteira, porque podem trazer uma informação de contato, um depoimentos ou avaliações de quem já adquiriu.

As imagens podem agregar e passar muita informação ao lead de maneira fácil e bem visual, o que torna a página mais agradável. Uma imagem pode gerar credibilidade ao lead sobre a oferta.

Além disso, os vídeos também podem ser uma aposta. Objetivos e sucintos um vídeo pode ser explicativo e dispensar qualquer texto na página, deixando esse processo mais tranquilo e interativo.

 

6 – O que não fazer em uma Landing Page

É óbvio que se você fizer a prática contrária das dicas anteriores, a sua Landing Page não irá ter sucesso. Mas alguns outros elementos também podem afetar de maneira negativa o seu desemprenho.

Como por exemplo, o uso de menus na página. Essa prática não é recomendada. Nada que desvie a atenção do usuário para outra coisa deve ser incluído. Se você adiciona o menu do seu website, a pessoa já pode deixar de concluir a ação que você deseja. Manter o foco do usuário é essencial.

O objetivo é converter através do formulário e das call-to-action, e que ela seja a única forma do usuário sair da Landing Page.

Não use também links para outras páginas, sejam quais forem as finalidades. Novamente o usuário pode deixar a sua página e influenciar na conversão.

Não polua visualmente o layout. Ele pode ter as cores do site. Cores que não sejam agradáveis aos olhos são dispensadas. Não crie nenhum empecilho que faça o lead desviar do caminho.

 

Uma Landing Page é caracterizada por um bom título, bom formulário, e estratégias que conduzam o usuário ao objetivo final que é clicar. Todos esses atributos fazem com que você crie leads qualificados e aumente o número de conversões.

Comente, sugira e participe: